Redação Dissertativa


RELAÇÃO BRASIL – ESTADOS UNIDOS

Fonte: Jornal do Brasil, Ernane Galvêas


Em seu discurso de hoje, na abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, a presidente Dilma Rouseff fez críticas às denúncias de espionagem supostamente feita pela NSA, agência norte-americana de segurança e afirmou que o governo brasileiro vai apresentar propostas para um marco regulatório multilateral para governança e uso da internet, que garanta a liberdade, a segurança e o respeito aos direitos humanos.

A Presidente Dilma deixou entender que empresas privadas estão sustentando essa espionagem. “ Estamos diante de um caso grave de violação de direitos humanos e liberdade de direitos civis,” disse.

Para os analistas políticos de oposição, a reação do governo brasileiro tem o caráter de marketing eleitoral e a Presidente estaria explorando esse incidente para se colocar como vitima do poderoso império americano.

Anteriormente, a Presidente Dilma já havia cancelado, de comum acordo, a visita que faria ao Presidente Barack Obama, considerando como insatisfatória a resposta dos Estados Unidos à interpelação do Governo do Brasil.

Segundo opinião do Jornal O Globo, a decisão de cancelar o encontro com Obama seguiu a bravata terceiro-mundista: “falar fino com os fracos (Bolívia, etc) e falar grosso com os fortes (Estados Unidos)”.

Ao que tudo indica, a postura mais adequada e correta do Brasil seria reclamar da espionagem por via diplomática e procurar levar o assunto aos fóruns multilaterais. Não se pode esquecer que os Estados Unidos são o nosso maior parceiro comercial, o maior importador de nossos produtos industrializados, o maior investidor e fornecedor de tecnologia. O bom relacionamento entre o Brasil e Estados Unidos é da mais alta importância estratégica.

O vazamento da espionagem ocorreu em junho de 2012 e teria sido feito pelo ex-técnico da NSA, Edward Snowden, com gráficos e uma teia de comunicações entre a Presidente Dilma, seus assessores e, possivelmente, sobre a Petrobrás.

Fim

Voltar ao Índice 2

Redação dissertativa 981: Tema: Relação Brasil – Estados Unidos.Tópicos: redação dissertativa pronta, segurança, uso da internet, redação dissertativa sobre espionagem norte-americana, liberdade, direitos humanos, espionagem no Brasil, violação de direitos humanos, liberdade de direitos civis, redação dissertativa sobre espionagem, marketing eleitoral, vitima do império americano, diplomacia, redação dissertativa sobre parceiro comercial, importador, produtos industrializados, fornecedor de tecnologia, estratégia política, redação dissertativa sobre espionagem na Petrobrás.



Qualquer texto, publicado nesta seção, visa a, tão-somente, servir de modelo de redação dissertativa para alunos, pessoas que se preparam a um vestibular ou concurso, ou mesmo para aquelas cujo objetivo é o seu deleite e aprendizagem da arte de redigir. Portanto, os temas não se evidenciam pela cronologia, mas sim como paradigmas de exposição de ideias e opiniões. Assim, uma redação dissertativa, que se refere a um assunto desatualizado, pode ser um excelente exemplo para se redigir sobre o respectivo tema mesmo em outra época.